Notícias do Turismo
 

 
Muitas opções em três continentes
Infra-estrutura é impecável em lugares apaixonados pelos veículos de recreação, como EUA, Alemanha e Áustria


No cenário internacional, os motorhomes são verdadeiras estrelas. Em países como Estados Unidos e Austrália, por exemplo, eles estão por toda parte - e fica bem fácil fazer parte desse grupo de turistas motorizados. Algumas empresas oferecem pacotes específico e outras têm motorhomes para alugar. Você só precisa escolher o destino. As opções são excelentes, como verá a seguir.

Caminhos de terra (bem conservados, acredite!) levam a cenários maravilhosos do outback australiano, como Ayers Rock.

OCEANIA

São muitos os turistas que escolhem o motorhome como meio de transporte e hospedagem para desbravar a Austrália. É a melhor opção para quem quer conhecer o outback, o grande deserto local, onde há poucas cidades e postos de serviço. Com a casa à tiracolo, o conforto é maior: você tem seu próprio chuveiro e não depende de encontrar um restaurante para conseguir fazer um lanche.

As estradas estão preparadas. Em vários pontos - mesmo nos trechos mais remotos - há áreas de parada. Uma espécie de acostamento turbinado, com lixeiras e uma grande área de escape, própria para estacionar. Ao dirigir por lá, no entanto, é bom tomar cuidado com os chamados road trains, conhecidos aqui como treminhões. Se você observar um deles pelo seu retrovisor ou vindo em sua direção, saia da estrada imediatamente. Eles têm a preferência e não freiam por nada.

Antes de ir, consulte o www.cmca.net.au. A página pertence ao maior clube de motorhome do país, o CMCA, que conta com 53 mil associados. As dicas são ótimas - e ainda há uma boa lista de sites úteis, com informações complementares.

AMÉRICA DO NORTE

Os Estados Unidos estão entre os sonhos de consumo dos estradeiros. Por ali, é muito comum encontrar famílias em longas expedições nas casas sobre rodas. Só para se ter uma idéia da importância do veículo no país, até a Disney World, em Orlando, conta com estacionamento específico para motorhomes.

Entre as grandes vias dos Estados Unidos, a Rota 66 é, sem dúvida, a mais emblemática. Jack Kerouac (1922-1969) deu ao caminho status de lenda e influenciou gerações ao tornar a Rota 66 personagem central de On the Road (L&PM Pocket, 384 págs., R$ 19,50), de 1957.

A estrada começou a ser construída na década de 1920. Seus quase 4 mil quilômetros ligam Chicago a Los Angeles, passando por oito Estados. Mas, hoje, o percurso não está nas mesmas condições. A rigor, a Rota 66 nem existe mais - foi retirada dos mapas rodoviários americanos na década de 1980, substituída por um sistema de rodovias mais seguras e velozes.

Mas quem viaja pela Rota 66 não está à procura de atrações grandiosas. A graça é tentar imaginar como foram os dias gloriosos daqueles lugares e quantas aventuras os viajantes de outros tempos viveram por lá. Além de ver esquisitices como uma baleia azul gigante em Catoosa, Oklahoma. Nesse Estado, aliás, está um dos museus sobre a estrada (www.route66.org), em Gary Boulevard. Para encontrar mais atrações ao longo da estrada, pesquise "Route 66" no site www.seeamerica.org.

EUROPA

As distâncias pequenas entre importantes cidades européias favorecem a viagem de motorhome. E é melhor nem fixar uma data para voltar: você certamente vai querer dar uma esticada. Uma opção é começar pela Alemanha e percorrer a inspiradora Rota Romântica, passando por castelos como o de Neuschwanstein (www.neuschwanstein.com), modelo usado por Walt Disney para desenhar o palácio da Cinderela.

A famosa via tem 350 quilômetros e vai de Würzburg a Füssen. Mas é possível estender ainda mais a viagem. Se quiser uma ajuda, o www.visitealemanha.com tem um mapa virtual que mostra exatamente a rota a ser percorrida.

Quem tem tempo de sobra pode continuar até a Áustria. Comece por Innsbruck, a poucos quilômetros de Füssen. De lá, siga para Salzburgo e escolha: quer conhecer a rota romântica local? São 380 quilômetros até Viena, em um trecho celebrado como um dos mais bonitos do mundo. No caminho, destaque para a medieval Steyr e para Melk, onde existe um monastério beneditino do século 11. Outra dica é a pequena Tulln, às margens do Rio Danúbio.

Aos trechos sugeridos podem ser adicionados muitos outros - o www.viamichelin.co.uk é uma boa ferramenta para ajudar a traçar as rotas. Que tal passar pela Aquitânia, na França, almoçar nos vários restaurantes estrelados da região e percorrer calmamente as excelentes vinícolas locais? E a vantagem: depois de tudo isso, dá até para tirar uma sonequinha. Em casa...

Fonte: Adriana Moreira e Lucas Frasão - O Estado de S.Paulo

 

 
veja notícias anteriores >>
 

GRAND TRAILER " Transformando seu Projeto em Realidade "


NegóciosWEB/2012