Notícias do Turismo
 

 

Viajando em um motor-home

Opção para aventureiros de plantão, o motor-home é opção para quem quer viajar sem se preocupar com horários de voos e reservas em hotéis

IMotor-home nada mais é do que um trailer sobre o chassi de um ônibus ou caminhão. Um ótimo termo para definir o motor-home poderia ser: casa sobre rodas! No Brasil, viajar de trailer e motor-homes foi moda nos anos 70 e 80, perdendo um pouco de sua força ao longo dos anos, especialmente por causa da mudança no Código Brasileiro de Trânsito, que em 1997 passou a exigir Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria E para quem quisesse rebocar um trailer...

A principal vantagem de usar esse tipo de veículo é a mobilidade: não é preciso passar as férias inteiras no mesmo lugar. Se o local já cansou, é só entrar no carro-casa e seguir viagem. Os motor-homes também são indicados para quem quer fazer tours, ou seja, ficar pouco tempo em vários lugares!

E, falando assim, a ideia parece tentadora, não?! Imagine você não precisar pagar hotel, nem ficar esperando seu vôo no aeroporto... Economia e conforto, tudo junto! Mas a verdade é que para ter seu próprio motor-home é melhor deixar a palavra economia de lado. “Ter um motor-home não é uma questão de economia porque um modelo básico custa a partir de R$ 150 mil e, dependendo do gosto do cliente, o veículo pode chegar a R$ 1 milhão”, explica o diretor da empresa Trailemar, Marco Antonio Ziani.

Os motor-homes fabricados em linha são projetados, aproveitando muito bem os espaços, por isso o diretor da Trailemar indica muita pesquisa para os interessados, porque "cada motor-home é diferente do outro, aqui nós fabricamos 3 tipos de motor-home”:

Furgão: Ideal para duas pessoas. Rodado simples traseiro (carteira categoria “B”, pedágio e velocidade de automóvel). Veículo leve (3.500 kg.), versátil e econômico (diesel).

Micro-ônibus: Motor-home de médio porte fabricado sobre o chassi de um micro-ônibus. Ideal para até cinco pessoas. Mas lembre-se: para dirigir um veículo destes é preciso carteira “D”.

Ônibus: Motor-home de grande porte fabricado sobre o chassi de um ônibus. É ideal para comportar de quatro a oito pessoas. O veículo tem grande capacidade de carga com bagageiros. Por ter chassi e carroceria de ônibus rodoviário é necessário que o condutor tenha carteira “D”.

Independente do tamanho e luxo, um motor-home no mínimo deve possuir: banheiro com chuveiro, pia e vaso sanitário, cozinha com pia, fogão e geladeira, mesa, cama e sofá. Os motor-homes comuns param por aí, mas há modelos que vão mais longe. Eles podem ter salas de estar retráteis, ou seja, que correm em trilhos para aumentar o espaço interno, antenas parabólicas, chegando a possuir até banheira com hidromassagem, sauna, jacuzzi...

Segundo Marco Antonio, o modelo mais modesto de motor-home, o furgão, não deixa nada a desejar para uma kitinete: “este modelo tem cama, mesinha, sofá, banheiro, chuveiro, tudo projetado para proporcionar o maior conforto possível para motoristas e passageiros”.

Além disso, o motor-home deve ser sempre auto-suficiente, dispondo de caixa d’água que alimenta o veículo. “Existem duas caixas de água. Uma de água limpa e outra que água servida, usada para mandar a água para a pia, vaso e chuveiro”. O sistema de descarga do vaso sanitário de um motor-home funciona como a descarga dos aviões. “Existe uma válvula de retenção, além disso o sistema libera pouca água. Mas de tempos em tempos é preciso limpar a caixa de detritos”. E o cheiro? “Quando a caixa de detritos está limpa é preciso jogar pelo vaso sanitário um produto químico que vai dissolver os detritos e não deixar cheiro”, explica Marco Antonio.

Então, para aqueles que têm uma conta gordinha, têm espírito aventureiro, gostam de liberdade e querem pegar a estrada sem pensar em horários de vôos e reservas de hotel, saiba que o motor-home foi feito para você! Mas é importante lembrar que, para conduzi-los, é necessário ter habilitação diferente. Para dirigir um motor-home é necessário ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) nas categorias C ou D. Para rebocar trailer, a categoria exigida é a E. “Mas no caso dos furgões, que têm rodado simples o condutor pode dirigir o veículo com a carteira B”, explica Marco, que recomenda ao viajante que cuide do meio ambiente. "Andar de motor-home é um estilo de vida! E para viver assim tem que gostar de aventuras, de liberdade... Mas é preciso lembrar também que para viajar de motor-home tem que deixar tudo limpo, como uma reeducação ambiental”.

fonte: hagah.com.br


 

 

 

 
veja notícias anteriores >>
 

GRAND TRAILER " Transformando seu Projeto em Realidade "


NegóciosWEB/2012